MOÇAMBIQUE
1968 - 1970
Batalhão de Artilharia 2838

CCS
CART 2324
CART 2325
CART 2326

História
CONTEXTO

contacto © joraga ®

 

BATALHÃO DE ARTILHARIA 2838

O BART 2838

"OS LOBOS - FORTES E ASTUTOS"

CART 2325
Cobué LUNHO Miandica
ENTRE RIOS

ÁLBUM DE FOTOGRAFIAS de 1971/72 enviadas por A Melo da 2ª de Engenharia, em 2005, mais de 30 anos depois...
(ver legendas tabela ao fundo...)
(carregue em cada foto para ver maior... )

001
Aquartelamento do Lunho em 1971 ou1972

002
Colocação de mina anti-pessoal entre N. Coimbra e Lunho
003
Colocação de mina anti-pessoal entre N. Coimbra e Lunho - de “espalhadora”

004
Mina soviética que adaptava-se a anti-pessoal ou anti-carro, conforme o aperto da tampa.

005
? heli na pista
006
Picada - N.Coimbra/Metangula.

007
Lunho, Destacamento da 2ª de Engª.

008
Imagem tratada com “clareamento”. Ataque nocturno ao Lunho com mais de 80 morteiradas.

009
Ponte do Lunho para Norte, não ia para lugar nenhum.
«Por uma ponte sem terminação, as nossas vidas são sacrificadas...» Ver Hino do Lunho...
010
Aspecto verdadeiramente impressionante da destruição no encontro N, isto é, para lado nenhum, o betão ficou cozido e as vigas não torceram, rasgaram-se.

011
A ponte finalmente acabada, 48H00 antes da destruição.
012
Trabalhos posteriores á destruição.
013
Operação Jaguar (2 ou 3)?, em direcção á base do IN no monte Messinje(?) - á espera dos Hélis, no Lunho..

014
Entre N.Coimbra e Lunho. Construímos a ponte, veio um daquelas chuvadas tropicais, e a ponte  ficou sózinha


015
Operação Jaguar (2 ou 3)?, em direcção á base do IN no monte Messinje(?).
016
Operação Jaguar (2 ou 3)?, em direcção á base do IN no monte Messinje(?).
017
Prisioneiro da Frelimo, antes de ser entregue á PIDE.


018
Após a destruição da Pt do Lunho, vieram as ordens de avançar por terra, sem sabermos para onde, só atravessar. Mandámos os Cat`s á frente. Passados 30 mts, um D7 rebentou uma mina e levantou 2 mts. Nós, pelo menos, nunca mais lá pusemos os pés.
019
Evacuação de Ferido. Éconveniente lembrar que no Dornier uma pessoa não cabia estendida.

020
Resto de aldeia(onde?), após ser queimada.

021
Lago Niassa.

022
Lago Niassa.

023
Ao 3º dia de caminho a N de Ngôo, surpresa, encontrámos um Grande Igreja abandonada. A estrada para lá tinha desaparecido.

024
Heli para evacuação...
025
Malawi em frente a Ngôo. Ilhade Licoma? ... As G3 estavam escondidas debaixo das toalhas.

026
Malawi em frente a Ngôo. Ilha de Licoma? ... As G3 estavam escondidas debaixo das toalhas.

027
Malawi em frente a Ngôo. Ilha de...? As G3 estavam escondidas debaixo das toalhas.

028
Destruição de encontro de ponte, antes destruida pela Frelimo, que era usado (suspeitávamos) com Bunker para morteirar.

029
Destruição de encontro de ponte, antes destruida pela Frelimo, que era usado (suspeitávamos) com Bunker para morteirar.

030
Destruição de encontro de ponte, antes destruida pela Frelimo, que era usado (suspeitávamos) com Bunker para morteirar.

031
Pontes minadas entre Metangula e Lunho.

032
Pontes minadas entre Metangula e Lunho.

033
Coluna V. Cabral- Meponda
034
Coluna V. Cabral- Meponda
035
até os Cat 7 atolaram

036
Coluna V. Cabral- Meponda

037
Berliet minada...
038
Panfleto com Kaulza e Machel
039
Metangula - uma península no Lago Niassa...
040
Metangula - Pista de aterragem que começava e acabava no Lago Niassa...

Legendas para as fotos
(com possíveis erros de transcrição por terem sido enviadas depois de recebidas as imagens... )

Legendas para as fotos

 

001

Aquartelamento do Lunho em 1971 ou1972

Sobre a foto 001 que já lhe mandei: inferior, quartel original com uma Companhia toda da região do Porto; as tendas eram o destacamento de engenharia. Em cima o início da pista de aviação construída na data. Todas as fotos são de 71 e 72.

 

002

Colocação de mina anti-pessoal entre N. Coimbra e Lunho

 

003

idem de “espalhadora”

 

004

Mina soviética que adaptava-se a anti-pessoal ou anti-carro, conforme o aperto da tampa.

 

005

Não me lembro.

 

006

N.Coimbra/Metangula.

 

007

Lunho, Destacamento da 2ª de Engª.

 

008

Imagem tratada com “clareamento”. Ataque nocturno ao Lunho com mais de 80 morteiradas.

 

009

Ponte do Lunho para Norte, não ia para lugar nenhum.

 

010

Aspecto verdadeiramente impressionante da destruição no encontro N, isto é, para lado nenhum, o betão ficou cozido e as vigas não torceram, rasgaram-se.

 

011

A ponte finalmente acabada, 48H00 antes da destruição.

 

012

Trabalhos posteriores á destruição.

 

013

Operação Jaguar (2 ou 3)?, em direcção á base do IN no monte Messinje(?).

 

014

Idem, á espera dos Hélis, no Lunho.

 

015

Entre N.Coimbra e Lunho. Construímos a ponte, veio um daquelas chuvadas tropicais, e a ponte  ficou sózinha

 

016

idem 013

 

017

Após a destruição da Pt do Lunho, vieram as ordens de avançar por terra, sem sabermos para onde, só atravessar. Mandámos os Cat`s á frente. Passados 30 mts, um D7 rebentou uma mina e levantou 2 mts. Nós, pelo menos, nunca mais lá pusemos os pés.

 

018

Prisioneira da Frelimo, antes de ser entregue á PIDE.

 

020

Evacuação de Ferido. Éconveniente lembrar que no Dornier uma pessoa não cabia estendida.

 

021

Resto de aldeia(onde?), após ser queimada.

 

022

Lago Niassa.

 

023

idem

 

024

Ao 3º dia de caminho a N de Ngôo, surpresa, encontrámos um Grande Igreja abandonada. A estrada para lá tinha desaparecido.

 

025

idem 021

 

026

Malawi em frente a Ngôo. As G3 estavam escondidas debaixo das toalhas.

 

027

idem

 

028

Lago Niassa (onde?)

 

029

P.F. apagar.

 

030

Destruição de encontro de ponte, antes destruida pela Frelimo, que era usado (suspeitávamos) com Bunker para morteirar.

 

031

Pontes minadas entre Metangula e Lunho.

 

032

idem

 

033

idem

 

034

idem

 

035

Coluna V. Cabral- Meponda

 

036

idem

 

037

idem

 

038

até os Cat 7 atolaram

 

 

 

E-Mail: joraga@netcabo.pt e joraga@netc.pt ou joraga@iol.pt

Um ESPAÇO NET DOS MILITARES que pertenceram a este BATALHÃO, FAMILIARES e AMIGOSpoderem ir Vendo, Convivendo e partilhando as suas MEMÓRIAS e VIVêNCIAS...
- uma realização de José Rabaça Gaspar com a colaboração técnica de M. Cruz e M. Aleixo.

Compatível com IE/Netscape na resolução 800x600
aminhaTEIAnaREDE www.joraga.net